Por que não me dedico ao meu Planejamento Estratégico Pessoal?



Já no VAP, que é o primeiro treinamento, se estuda sobre a formulação de metas e a consequente realização de sonhos. Entretanto, é interessante observar que a maior parte dos alunos não consegue fazer este trabalho. Alguns conseguem incorporar este modo de viver às suas rotinas, mas a maioria não o faz.


Mais do que uma técnica, fazer um plano de metas é um modo de viver. Eu mesmo não sei viver sem ter objetivos definidos. É algo que tem que ser incorporado à rotina e principalmente ao modo de pensar. Tudo o que temos na humanidade foi concebido e sonhado por alguém. É a forma mais saudável e eficaz de transitar por esta existência, atribuindo-lhe significado e construindo um legado.

As justificativas para não utilizarem o método são as mais variadas possíveis como “não tenho tempo”, “tudo está na minha cabeça”, “eu mudo de ideia toda hora”, “não sei direito como usar a ferramenta”, “não tenho habilidade para estas coisas” e até a pior “nem sei direito o que eu quero”.


Eu sempre falo da importância de manter um Planejamento Estratégico Pessoal escrito e que este deve ser alimentado por nossas próprias energias. Sugiro várias formas de dar vida e energia ao plano tais como carrega-lo sempre consigo, transcrevê-lo na área de trabalho do computador, coloca-lo embaixo do travesseiro, transcreve-lo em forma de cartazes pela casa, etc. Porém, o que vejo são muitos projetos aprisionados dentro de pastas, gavetas e cadernos, impedindo o livre fluxo de energia necessário à consecução de tais projetos.

Pois bem, mas por que será que tudo isso ocorre? Por que acabamos por não dar atenção a algo que deveria ser a coisa mais importante de nossa vida? Sim! Os nossos sonhos é o que de mais importante temos em nossas vidas e é através deles que nos realizamos e nos tornamos úteis nesta vida.

Abaixo vamos estudar algumas possíveis causas para tanta resistência em saltar de vez para essa nova forma de viver:


Falta de conhecimento


Tenho visto muitas pessoas com bastante dificuldade em formular suas metas. De fato, a aula do VAP tem por objetivo principal introduzir o tema e abrir a mente para as infinitas possibilidades que temos. É uma aula muito rápida para assimilar esta nova forma de viver.

Neste caso, recomendo a realização do Power. Lá temos mais tempo de estudar com mais detalhes as ferramentas e também o processo conta com a ajuda da apostila, já preparada para que a pessoa possa formular e trabalhar em suas metas.

Outra possibilidade é pedir auxílio a um Coach VAP ou qualquer outra pessoa que esteja disposta a auxiliar no aprendizado das técnicas de formulação correta de metas e criação de estratégias para atingi-las.


Crenças limitantes


Agora entramos no terreno do inconsciente. Muitas pessoas ficam empolgadas quando são apresentadas às técnicas de realização de sonhos, porém, rapidamente são dominadas por suas antigas crenças que a limitam.

Rapidamente são tragadas pela onda do pensamento coletivo de que tudo é difícil, de que não adianta sonhar pois não tem recursos mesmo, que se fosse tão fácil todos teriam o que querem, etc. Essas crenças, sejam elas coletivas ou individuais, fazem com que a pessoa acabe por desanimar de seus projetos e encolham-se novamente dentro de sua bela concha chamada zona de conforto.


Maus hábitos


Trabalhar com metas, criar estratégias e as executar dá trabalho. As pessoas sempre reclamam que são muito ocupadas e acrescentar ainda mais uma atividade (o trabalho com metas) fica bem difícil.

Como sempre digo, tempo se cria. Como sempre digo, se quer resultados diferentes em sua vida, vai ter que mudar hábitos. Talvez tenha que acordar mais cedo para trabalhar nas metas, mentalizar e sonhar. Talvez tenha que abrir mão de alguns programas de TV, ou seja, para um pouco de viver o sonho dos outros para viver o seu.


Complexo de inferioridade


Infelizmente, é grande o número de pessoas que ainda olham para grandes sonhos e se sentem pequenos e diminuídos frente a eles. Lamentável! Não conseguiram ainda se olhar com os olhos bondosos de sua própria Essência.

Somos seres grandiosos e capazes de voos inacreditáveis. Liberte-se da pequenez de seu ego e deixe sua Rica e Capaz Essência se voar livremente no encanto dos sonhos grandiosos que qualquer ser deste mundo pode ousar ter e realizar.


Falta de merecimento


Alguns não se julgam merecedores de coisas boas, confortáveis e maravilhosas. Isto tem a ver também com os complexos internos, mas principalmente com a culpa que carregam por terem feito algumas coisas ou por não terem feito algumas outras.

Perdoe-se. Somos seres essenciais e puros. Quem errou no passado não foi seu Eu Real, mas seu eu iludido. Você fez o melhor que podia na situação que se apresentava no momento. Solte as correntes do auto castigo e acredite: você merece tudo de bom que este Universo possa te dar.


Auto punição


Outra grande armadilha do inconsciente é nos punir por não sermos tão bom quanto gostaríamos. Ainda está muito enraizado em nós que somos pecadores e, portanto, não temos o direito de sermos felizes.

Muitos, de forma inconsciente, ainda querem sofrer um pouco mais. Não é possível que tenha em mãos uma ferramenta que pode mudar sua vida e lhe trazer tudo de bom e não usar. Não há outra explicação a não ser a falta de compreensão de que todos nasceram neste mundo para serem felizes e não para sofrerem ou pagarem carmas.


Lembre-se, o Universo é generoso e quer te fazer feliz.

0 visualização

Instituto Henrique Amaral

CNPJ 27.936.135/0001-10
Endereço comercial Av. Diário de Notícias, 200 Sala 1511 - Porto Alegre / RS

Email institutohenriqueamaral@gmail.com

Tempo estimado de entrega

  • Produtos online - entrega imediata

  • Treinamentos - envio da matrícula em 48h

  • Produtos físicos - 15 dias úteis

ATENDIMENTO POR WHATS:

Vendas

(51) 99826-2746

Secretaria 

(51) 98288-7870

Elite VAP

(51) 99310-9661 / (51) 99113-4745