top of page

OS 05 PILARES DA INTELIGÊNCIA EMOCIONAL


É muito importante para uma vida em alta performance o saber lidar com suas próprias emoções. E é justamente este o conceito de inteligência emocional: conhecer e saber fazer bom uso das emoções,utilizando-as sempre a nosso favor, e jamais contra.


A maior parte das pessoas não tem controle sobre suas emoções e sofre com isso. As emoções agem com muito poder sobre nós. Quanto mais elevado o despertar de consciência de uma pessoa, mais ela deverá saber gerir suas emoções e jamais será arrastada por elas.


Uma má gestão das emoções conduz o ser humano a comportamentos destrutivos,prejudicando a si mesmo e as pessoas de seu convívio. Para que vivamos uma vida em alta performance, vamos estudar um pouco sobre os pilares que constituem a inteligência emocional


Conhecer as próprias emoções


Este é um processo para a vida toda. Estamos nos descobrindo todos os dias. Entretanto, é salutar investir um tempo para conhecer a si mesmo. Muitas vezes, temos comportamentos que nem sequer entendemos e que foram gerados a partir de emoções mal trabalhadas.


Emoções negativas como o medo, nojo, raiva, ódio, repulsa, ingratidão, tédio, tristeza, etc sugam a energia do ser humano, fazendo com que enfraqueça todo o seu sistema de equilíbrio de vida, causando problemas nas mais variadas áreas.


Em contrapartida, boas emoções como o altruísmo, calma, alegria, gratidão, admiração, etc fazem com que a frequência vibracional do ser se eleve e, consequentemente, conduzam o ser humano a um estado de mais potência em todos os sentidos.


Vale a pena investir um tempo para analisar a si mesmo e se conhecer. Existem muitos caminhos e técnicas, incluindo profissionais que trabalham neste sentido. De qualquer forma,vale a pena parar um pouco e pensar “por que sinto isso?”, “por que sinto ansiedade?”, "em que momentos isso acontece?”, etc. Tente se analisar e conhecer suas próprias emoções.Quando conseguirmos mapear nossas emoções, já teremos dado o primeiro passo para geri-las.


Controlar as emoções


Quando você já tiver ideia de quais emoções são mais marcantes em você mesmo, é hora de começar o trabalho de controle das emoções, principalmente as negativas. As positivas devem ser ressaltadas.


Porém, as negativas devem ser controladas.Somos os comandantes de nossa própria vida. São totalmente falsas as afirmações do tipo“não consigo controlar minhas emoções”, “é mais forte do que eu”, “não consigo mudar”, etc. Sim!


Temos força e poder suficiente de exercer domínio absoluto sobre nossas emoções. Estamos rodeados de ferramentas para isso, basta querer.


Quando estiver ansioso, pratique a gratidão. Quando sentir raiva, pratique o perdão. Quando sentir repulsa, pratique a empatia. Mas o maior segredo para controlar as emoções é o amor.


Permita-se sentir o imenso amor que existe dentro de você e que o mantém seguro.Compreenda a si mesmo e autoconhecer-se a ponto de se sentir um ser completo. Isso removerá o medo. Removendo o medo, outras emoções ruins também se afastarão


Automotivação


Ao se conhecer, você não precisará mais de nada para levantar-se da cama motivado e manter essa motivação até a hora de voltar para a cama. Quem se conhece e conhece seu próprio poder, não vai precisar de incentivos de amigos,livros, cursos, terapeutas, coachings, etc. Vai se amar profundamente a ponto de se dar o melhor.


Vai se admirar o suficiente a ponto de não procrastinar e ir atrás de seus próprios objetivos. Sua propulsão partirá do seu coração e suas emoções serão trampolins para a realização de todos os sonhos. Não se permitirá temer, fraquejar ou se entristecer. Quando isso acontecer, retornará rapidamente ao estado natural: de força e amor. Portanto, entenda que na sua essência, tudo já lhe foi dado. Faça esse ser maior esmagar qualquer emoção que possa corromper seus sonhos e roubar suas energias


Empatia


A inteligência emocional, além de se referir a gestão de nossas próprias emoções, também se estende até os outros indivíduos, com vistas a apurar a qualidade dos nossos relacionamentos.E aqui entra em cena a empatia, que nos permite sentir melhor o outro e colocar-se no lugar dele.


Quando eu me coloco no lugar do outro, tentando sentir a sua história, suas motivações suas emoções, eu o compreendo melhor e, por fim, passo a ser mais ameno em relação aos seus próprios julgamentos.Quando meu nível de julgamento decresce, eu me magoo menos, me estresso menos e consigo manter um relacionamento mais produtivo com as pessoas.


Afinal, é o nosso sentimento crítico que faz com que nossos relacionamentos sejam por vezes áridos. Quando eliminarmos a crítica e permitirmos que o outro seja como ele é, sem julgá-lo, teremos dado um passo gigante na gestão emocional.



Relações interpessoais


Criar ambientes agradáveis e favoráveis é a missão de uma pessoa com inteligência emocional alta. Ao inverso disso, ambientes tóxicos são gerados quando reina a crítica, a cobrança, a competição e toda e qualquer emoção de baixa frequência que possa existir.


Vamos criar ambientes agradáveis e felizes, eliminando a crítica e o conflito, produzindo saldos positivos de oferta de amor onde quer que estejamos. Se nos tornarmos benevolentes e amorosos, qualquer ambiente será suave e amigável. Podemos oferecer muito e de forma muito simples.


Ofereça sorrisos, ajuda, escuta ativa, apoio, conselhos, companhia ou qualqueroutra forma de amor que conheça.Com isso, suas relações estarão sempre lubrificadas pelo amor, o que não permitirá nenhum tipo de atrofia ou enrijecimento dos relacionamentos familiares, profissionais ou sociais.


Conclusão


Auto conhecer-se e completar-se a tal ponto que ainda sobre muito a doar em suas relações:esta é a chave para uma gestão emocional plena e madura. Não crie expectativas nas suas relações, mas torne-se um doador de amor e bondade: eis a chave para uma vida feliz e que,sem dúvida, contribuirá muito para que seja alcançada a tão grandiosa vida em alta performance.




280 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page